Quais são as estimativas do MAPA para produção de açúcar na próxima década

As estimativas obtidas para a produção brasileira de açúcar indicam uma taxa média anual de crescimento de 2,3% no período 2016/2017 a 2026/2027. Essa taxa deve conduzir a uma produção de 45,5 milhões de toneladas em 2026/27. Essa produção corresponde a um acréscimo de 17,6% em relação a 2016/17.

Produção, Consumo e Exportação de Açúcar (mil toneladas)

O consumo de açúcar para a próxima década está previsto crescer a uma taxa anual de 1,9%. Isso equivale a passar de um consumo de 10,8 milhões de toneladas em 2016/17 para 13,1 milhões no nal da projeção. O volume exportado em 2026/27 está projetado em 39,5 milhões de toneladas e corresponde a um aumento de 36,4% em relação às exportações de 2016/17.

O relatório da OECD-FAO (2015) a rma que a falta de investimento no setor sucro-alcooleiro, juntamente com condições climáticas adversa, resultaram em produtividades médias mais baixas. Esses e outros fatores apontados, e os preços baixos do açúcar causaram a falência ou desativação de muitas usinas. O relatório observa que muitos desses fatores negativos sejam revertidos ao longo do período das projeções.

O Brasil teve como principais destinos de suas exportações de açúcar em 2017 Bangladesh, Argélia, Índia, Malásia, Nigéria e Marrocos. Estes países adquiriram 57,0 % das exportações brasileiras de açúcar de cana bruto (Agrostat, 2017). Esse produto foi enviado para 62 países em 2017 (Agrostat, 2017).

Segundo técnicos do setor de Agroenergia do MAPA, na situação atual onde os preços do açúcar estão em queda, a tendência é o direcionamento da produção para o etanol. Essa possibilidade de direcionar a matéria prima para açúcar ou etanol, dependendo das condições de mercado di culta o trabalho das projeções. A situação nanceira dos empresários do setor não está bem e grande parte dos estabelecimentos não está conseguindo renovar seus canaviais. Isso tem trazido redução da produtividade da cana-de-açúcar.

 

X