Proposta de fim da taxa do etanol importado mobiliza setor na Paraíba

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Morais, da Asplan: as perdas do setor nos últimos anos ainda não foram superadas

Lideranças do setor sucroenergético da Paraíba estão mobilizadas diante a possibilidade do fim da taxação sobre o etanol importado. Parlamentares da bancada federal paraibana estão convocados para reunião em 29/01, a partir das 10h, na sed da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), em João Pessoa (PB).

A possibilidade do fim da taxa sobre o etanol importado surgiu neste mês de janeiro a partir de declaração de Blairo Maggi, ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Ao reforçar a intenção, o ministro inclusive fez cair os preços futuros do açúcar na Bolsa de Nova York. Na semana passada, no entanto, o Ministério divulgou nota na qual informa que irá discutir com o setor sucroenergético antes de sugerir o fim da taxação.

Maggi condiciou a mudança na taxa caso estudos do Ministério apontem que não há mais necessidade da cobrança.

Oficializada em agosto de 2017, a taxa do etanol libera importações de até 600 mil metros cúbicos ao ano. O que passar desse volume paga tarifa de 20%.

“Essa notícia [sobre o fim da taxa] é péssima para o setor”, afirma José Inácio de Morais, presidente da Asplan, em nota da assessoria de imprensa.

“A taxação de 20% sobre o biocombustível importado [em sua maioria dos Estados Unidos] foi exemplo de medida para atender o setor sucroenergético brasileiro e precisa permanecer, pois as perdas dos últimos anos para o setor não foram superadas”, explica o presidente da Asplan na nota.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.