Produtores russos pedem corte nas cotas de importação de açúcar

Os produtores de açúcar da Rússia querem que o governo reduza as cotas para importação de açúcar demerara em 300 mil toneladas. Yury Mikhailov, presidente do Sindicato dos Produtores de Açúcar, diz que as cotas totais para 2004 devem voltar ao volume de 2002, de 3,65 milhões de toneladas. Para este ano, o governo aprovou cotas que totalizam 3,95 milhões de t. Além do corte, o sindicato pedirá que o governo aumente a tarifa que incide sobre as importações de açúcar realizadas além do volume permitido pela cota, as chamadas compras extra-cota.

Em uma conferência para a imprensa local, Mikhailov disse que o governo tem que continuar distribuindo as cotas através de leilões abertos, como vem fazendo. “Preferimos este a outros modos de distribuição”, afirmou. A Rússia é o maior importador de açúcar do mundo. Em 2002 o país comprou 4,5 milhões de toneladas, ante 5,42 milhões de t em 2001. Ainda não há previsão para as importações deste ano. As informações são da Dow Jones.

X