Produção de cana 12/13 se consolida como a maior das últimas temporadas

Com aumento de 24% na produção de cana-de-açúcar, Mato Grosso registrou, na safra 12/13, o maior volume se comparado as últimas 17 temporadas. As indústrias processaram 16,3 milhões de toneladas de cana para a produção de etanol e açúcar. O maior volume registrado antes disso foi na safra 08/09, de 15,2 milhões de toneladas.

Com a alta no processamento da cana, a produção de etanol também foi maior, passando de 842 milhões de litros para 973 milhões de litros. A possibilidade de aumentar o percentual de mistura do etanol anidro na composição da gasolina, fez com que as indústrias do estado ampliasse a disponibilidade do produto.

Na safra 11/12, de toda a produção 39% era de etanol anidro (329,5 milhões de litros) e 60,9% para o combustível hidratado (513,3 milhões de toneladas). Já na última temporada passou para 48,8% no anidro (475,7 milhões de litros) e 51,1% no hidratado ( 497,9 milhões de litros). A produção de açúcar também aumentou, de 398 mil toneladas para 491 mil toneladas na safra 12/13.

Mesmo com o incremento no processamento da cana, os produtores do estado reclamam que o rendimento dos canaviais foi abaixo do esperado. De acordo com o diretor executivo do Sindicato das Indústrias sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindalcool/MT), Jorge dos Santos, a qualidade da cana foi ruim.

“Tivemos que moer mais cana para atender a demanda de consumo”. Ele justifica a falta de chuvas prejudicou o desenvolvimento da planta. Os dados da próxima safra ainda não foram divulgados, mas a expectativa é que o estado produza entre 16 milhões de toneladas e 16,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar.

X