Produção brasileira de etanol deve triplicar até 2020, diz Kardec

Segundo o executivo, a expectativa é de que a produção passe dos atuais 25 bilhões de litros por ano para cerca de 70 bilhões de litros por ano em 2020. Neste aumento de produção está incluída a nova tecnologia do etanol de celulose em que se pode aproveitar a celulose do bagaço da cana, ou qualquer outro vegetal para produzir o combustível.

Segundo ele, o Brasil deve estar utilizando a tecnologia do etanol de celulose em escala comercial até 2015 para não ficar atrás de países como os Estados Unidos e o Canadá, que também estão investindo nestas pesquisas. Segundo ele, a tecnologia poderá triplicar a produtividade do etanol por hectare plantado.

Ele lembrou que os investimentos previstos para a área de biocombustíveis da Petrobras para os próximos cinco anos, no planejamento antigo, era de US$ 1,5 bilhão e que esse valor poderá mudar na revisão do plano de negócios da companhia que está sendo executada. O Conselho de Administração da companhia deve se reunir em 19 de dezembro para aprovar o novo Plano.

X