Previsões de chuvas animam produtores de cana da Paraíba

O clima na Paraíba se manterá dentro da normalidade com probabilidade de superação dos índices pluviométricos de 2010, inclusive nas regiões do Litoral e Brejo, onde se concentra a maior parte da produção canavieira do Estado. A afirmação é do coordenador do Laboratório de Meteorologia da Universidade Federal do Vale do São Francisco, Mário de Miranda Leitão.

A notícia foi recebida com ânimo pelo setor produtivo canavieiro da Paraíba. O presidente da Associação dos Plantadores da Paraíba (ASPLAN-PB), Raimundo Nonato, afirmou que o clima favorável e as previsões de chuvas animam, ainda mais, os produtores. “Toda cultura precisa de água para se desenvolver e se ela vier da chuva, melhor ainda”, afirmou Nonato.

O especialista Mário Miranda disse ainda que nos próximos 90 dias a previsão é de que as todas as regiões da Paraíba recebam chuvas normalmente, com possibilidade de ultrapassar a média em algumas localidades. “Na cidade de Cacimba de Areia, por exemplo, na região do Sertão, já choveu mais de 300mm até agora, superando expectativas. Este panorama pode se estender a outras áreas”, diz o meteorologista, lembrando que poderá sofrer constantes variações.

O prognóstico de Miranda Leitão foi confirmado pela avaliação do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) que descarta grandes oscilações no clima para este ano. “Em 2011 as chuvas acontecerão dentro da normalidade na Paraíba e podem ultrapassar a média anual em algumas regiões”, confirma Ednaldo Correia de Araújo, chefe da Sessão de Previsão do Tempo do INMET de Recife.

Ednaldo Araújo afirma que em 2011 os índices pluviométricos das regiões da Paraíba devem ultrapassar os de 2010 se aproximando da média considerada normal pelo Instituto.

Segundo Araújo, nas regiões do Litoral e Brejo, onde se concentram as maiores áreas de cultivo da cana-de-açúcar na Paraíba, as chuvas devem aumentar em 2011. “A região do Litoral da Paraíba possui índice pluviométrico anual de 2106 mm, já o Brejo possuiu aferições médias de 1369 milímetros anuais e ambas obtiveram bons índices de chuvas em 2010. O prognóstico para este ano é que essas regiões recebam mais incidência de chuva e ultrapassem as aferições do ano anterior”, afirma Ednaldo. Ele destaca ainda que entre abril e maio é comum ocorrer os chamados veranicos, ou seja, períodos de oito ou mais dias sem ocorrência de chuvas.

Para o setor produtivo da Paraíba a notícia foi animadora. “Ainda não fechamos a moagem da última safra, mas pelo apurado até o momento prevemos uma queda sensível, por isso a notícia de boas chuvas para 2011 é recebida com animação pela categoria”, finaliza o presidente da Asplan, Raimundo Nonato.

X