Preços recebidos pela agropecuária paulista sobem 1,04%

O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR) subiu 1,04% na terceira quadrissemana de novembro, segundo o Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Excluindo a cana-de-açúcar, o índice apresenta queda de 0,5%, enquanto o índice de produtos vegetais sobe um pouco menos (fechando positivamente em 2,06%).

As altas mais relevantes ocorreram nos preços da batata (37,10%), feijão (5,84%), algodão (3,36%), banana nanica (3,29%) e cana de açúcar (3,24%). Nos casos da batata e da cana-de-açúcar, o clima foi o responsável pelas perdas na produção, atrasos na colheita e conseqüente menor oferta do produto no mercado, acarretando a alta das cotações. Ainda em relação à cana, o ritmo das exportações e os preços internacionais também explicam os preços crescentes em quase todo ano de 2009.

Já as quedas mais expressivas foram observadas nos preços do tomate para mesa (9,05%), leite tipo B (4,66%), ovos (4,20%), carne suína (3,18%) e carne bovina (3,01%). A recuperação da produção proporciona o retorno dos preços do tomate a níveis mais compatíveis com seu padrão tradicional de variação.

Segundo os técnicos da IEA, a entrada no período de safra (melhoria das pastagens, isto é, mais alimento para os animais), com o consequente aumento da produção, acarreta em preços menores para o leite e a carne bovina.

X