Preços internacionais voltam a cair com pressão da safra

A pressão da safra brasileira de cana-de-açúcar tem pressionado os preços do açúcar no mercado internacional. Os contratos futuros para entrega em outubro foram negociados no dia 11 a 6,44 centavos de dólar por libra-peso, na bolsa de Nova York, com queda de 10 pontos sobre o pregão anterior.

Analistas ouvidos pelo JornalCana afirmam que o Brasil é o principal fator de pressão no momento. “Muitas usinas deixaram para vender durante a safra. No entanto, o mercado já está superofertado. A maior oferta do país provoca um efeito baixista no mercado”, diz Claudimir Zafalon, analista de commodities da LaSalle.

Além da oferta brasileira, a Tailândia também exerce efeito negativo no mercado. “Ainda há um bom volume para ser negociado no mercado externo”, acrescenta Zafalon.

No Centro-Sul do Brasil, a safra 2003/04 de cana está estimada em quase 298 milhões de toneladas, ante uma produção de 269 milhões de toneladas do ano anterior. A União das Agroindústrias Canavieiras do Estado de São Paulo (Unica) deve divulgar nova avaliação da safra. A última estimativa da entidade era de uma oferta de 282 milhões de toneladas.

Preços internacionais voltam a cair com pressão da safra

A pressão da safra brasileira de cana-de-açúcar tem pressionado os preços do açúcar no mercado internacional. Os contratos futuros para entrega em outubro foram negociados no dia 11 a 6,44 centavos de dólar por libra-peso, na bolsa de Nova York, com queda de 10 pontos sobre o pregão anterior.

Analistas ouvidos pelo JornalCana afirmam que o Brasil é o principal fator de pressão no momento. “Muitas usinas deixaram para vender durante a safra. No entanto, o mercado já está superofertado. A maior oferta do país provoca um efeito baixista no mercado”, diz Claudimir Zafalon, analista de commodities da LaSalle.

Além da oferta brasileira, a Tailândia também exerce efeito negativo no mercado. “Ainda há um bom volume para ser negociado no mercado externo”, acrescenta Zafalon.

No Centro-Sul do Brasil, a safra 2003/04 de cana está estimada em quase 298 milhões de toneladas, ante uma produção de 269 milhões de toneladas do ano anterior. A União das Agroindústrias Canavieiras do Estado de São Paulo (Unica) deve divulgar nova avaliação da safra. A última estimativa da entidade era de uma oferta de 282 milhões de toneladas.

X