Postos de Vitória e Vila Velha deixam preço do álcool e da gasolina alinhados

Pesquisas da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), mostram que o preço da gasolina pago nos postos de Vitória no momento do abastecimento era R$ 2,59 o do álcool por R$ 1,89. Já em Vila Velha o valor da gasolina, por litro, era de R$ 2,65 e o do álcool R$ 1,79.

No entanto, nesta sexta-feira (29) o preço dos dois tipos de combustíveis já estava alinhado em vários postos dos dois municípios: R$ 2,79 a gasolina, e R$ 2,19 o álcool. Segundo o Sindicato do Comércio Varejista dos Derivados de Petróleo do Espírito Santo (Sindipostos-ES) este aumento se deve ao período de entressafra da cana-de-açúcar iniciado neste mês e com duração até março de 2011 reduzindo assim a of erta do produto.

Nos postos, os consumidores não aprovaram o aumento e reclamaram. A professora, Ângela Mattos, 50, diz que não tem outro jeito a não ser aceitar o valor, mas afirma que a atitude não é certa. “Isto é uma brincadeira. O salário não acompanha e os empresários só aumentando e aumentando. E tem posto que possui uma diferença imensa. Se pesquisar consegue abastecer um pouco mais barato”.

O motorista Carlos Alberto Ferreira, 46, ressalta que a conta sempre sobra para a população pagar e diz não entender o motivo do combustível aumentar tantas vezes. “Se você para e pensa, isto desanima você. O jeito é fazer vista grossa e passar por cima se não você acaba se aborrecendo e não resolve nada”.

O servidor público, Willis Gonçalves, lembra que com os aumentos têm evitado utilizar o carro. “Tenho abastecido bem menos e para isto já estou andando menos de carro. Só saio de casa com ele quando é necessário. Para i r ao supermercado ou ao médico. Voltei a andar de ônibus”.

De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da USP, o preço do etanol hidratado utilizado na fabricação do álcool teve um aumento de cerca de R$ 0,27 no litro no período de junho a início de outubro. Já o etanol anidro produto misturado à gasolina teve um aumento de R$ 0,37 no litro também no mesmo período.

O Sindipostos informou que os aumentos impactaram no custo das distribuidoras. Os reajustes foram repassados para os postos que, inevitavelmente, está repassando para o preço final.

X