Poder público, empresários e lideranças sindicais defendem empresa de Sertãozinho

As denúncias contra concorrência desleal e prática de monopólio impostas pela multinacional Howden com a tentativa de desativação da joint venture com a Solyvent do Brasil Ventiladores Industriais Ltda., ganharam importante e estratégico apoio do poder público municipal de Sertãozinho na noite desta última segunda-feira (1).

Durante sessão ordinária da Câmara Municipal, por indicação do vereador e presidente Silvio Blancacco (PSDB), foi aprovada moção de apoio e solidariedade aos trabalhadores e sócios da Brumazi Equipamentos Industriais Ltda., empresa presidida por Marcos Favaro que detém 40% da Solyvent do Brasil.

Na mesma sessão, ficou decidida a criação de uma comissão, coordenada pelo vereador Rogério Magrini (PTB), que terá como integrantes vereadores de todos os partidos representados na Câmara Municipal.

Estes vereadores, mais representantes do CEISE Br – Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis, do Sindicato dos Metalúrgicos de Sertãozinho e da Força Sindical se reunirão com o prefeito Zezinho Gimenez (PSDB) para formar uma força-tarefa que irá acompanhar as denúncias contra a Howden no âmbito do Governo do Estado de São Paulo, da Câmara Federal, do Senado Federal e da Presidência da República.

Já nesta próxima quinta-feira, o deputado federal licenciado e secretário da Agricultura do Governo do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, se reunirá com os representantes desta força-tarefa para discutir as primeiras ações que também deverão contar com o apoio do governador Geraldo Alckmin.

Ao mesmo tempo, Samuel Marqueti, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Sertãozinho, se reunirá com os presidentes da Federação dos Metalúrgicos de São Paulo, da Confederação dos NacionalTrabalhadores Metalúrgicos e da Força Sindical, para articular apoios no âmbito nacional e internacional.

Em mensagem enviada ao presidente da Câmara de Sertãozinho, o sindicalista Antonio Vitor, presidente da Federação dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação, vice-presidente da Força Sindical de São Paulo e diretor de Relações Internacionais da Força Sindical Nacional, se colocou à disposição dos trabalhadores para acompanhar as denúncias que envolvem a Howden.

Ações junto aos ministérios do Trabalho e Relações Exteriores também serão desenvolvidas com o o objetivo de denunciar a política predatória imposta pela Howden ao seu sócio na Solyvent do Brasil. Centrais internacionais de trabalhadores também estão no radar dos coordenadores do movimento de apoio à Brumazi.

Na sessão da Câmara Municipal desta última segunda-feira, o empresário Paulo Gallo, presidente do CEISE Br – Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis, afirmou que as práticas de concorrência desleal e monopólio impostas pela Howden configuram desrespeito aos preceitos da Constituição Brasileira.

Já o secretário de Desenvolvimento Econômico de Sertãozinho, Carlos Roberto Liboni, lamentou que a multinacional Howden venha ao Brasil e que, na tentativa de monopólio do setor de produção de ventiladores industriais, prejudique seus parceiros da joint venture Solyvent.

Leia a mensagem do sindicalista Antonio Vitor

“Excelentíssimo Vereador Silvio Blancacco, Digníssimo Presidente da Câmara Municipal de Sertãozinho, no qual cumprimentamos e saudamos a todos os vereadores desta casa de leis,

Excelentíssimo Carlos Roberto Liboni, secretário municipal da Indústria, Comércio, Agricultura, Abastecimento e Relações do Trabalho, no qual saudamos todas as autoridades presentes nesta Sessão Ordinária.

Excelentíssimo Paulo Gallo, presidente do CEISE Br – Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis, no qual saudamos todos os empresários de Sertãozinho,

Caros companheiros sindicalistas e trabalhadores da Brumazi!

Infelizmente, por motivos alheios à nossa vontade, tivemos que cancelar na última hora nossa ida à Sertãozinho para participar desta Sessão Ordinária da Câmara Municipal, que por iniciativa meritória do vereador e presidente Silvio Blancacco, aprova moção de apoio e solidariedade aos trabalhadores e dirigentes da Brumazi Equipamentos Industriais Ltda.

Desde que assumimos a presidência do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação de Sertãozinho e Região, sempre defendemos alianças estratégicas envolvendo os trabalhadores, os empresários e o poder público.

Agora, na condição de presidente da Federação dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação do Estado de São Paulo, na vice-presidência da Força Sindical São Paulo e na diretoria Internacional da Força Sindical Nacional, estes valores são defendidos com rigor ainda maior.

E fazemos isto porque entendemos e defendemos que a harmonia entre trabalhadores e empresários oferece o melhor ambiente e as melhores condições para o crescimento e desenvolvimento das nossas instituições.

Sem entrar no mérito da lide judicial que se arrasta nos Tribunais e que envolvem uma multinacional (Howden) e uma indústria local (Brumazi), queremos dizer que a Força Sindical sempre estará ao lado dos trabalhadores e tem usado de todo o seu prestígio para evitar demissões.

Não bastasse a crise que afundou a economia nacional, notadamente o setor do açúcar e do etanol, petróleo e gás e energia, mercados de forte atuação da nossa indústria de base, ações predatórias com o fim específico de prejudicar e desativar uma indústria até então próspera, merecem toda a nossa repulsa.

É do passado o tempo em que as multinacionais vinham ao Brasil e faziam o que queriam, em detrimento dos interesses dos trabalhadores e do país. Deixamos para trás o período em que éramos tratados como quintal dos interesses escusos do capital internacional.

Lamentavelmente a demora nos processos judiciais acaba beneficiando quem pratica os mal feitos. Por isto é fundamental que a opinião pública seja informada e que a mídia denuncie as práticas danosas aos interesses dos cidadãos.

Não fora assim, certamente Dilma Rousseff não teria sido afastada da Presidência da República e Eduardo Cunha da Presidência da Câmara Federal. Os gritos que ecoaram das ruas serviu de combustível para denunciar a corrupção que se instalou vergonhosamente na administração púbica.

Concluindo queremos nos colocar à inteira disposição dos trabalhadores metalúrgicos de Sertãozinho, liderados pelo companheiro Samuel Marqueti, para que a defesa dos mesmos, seja em que esfera for, seja a mais ampla possível. Estamos juntos e contem conosco!”

X