Planta piloto avaliará uso de óleos vegetais na produção de biodiesel

Para avaliar a produção de biodiesel a partir de diversos óleos vegetais, o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), está desenvolvendo uma planta piloto para a fabricação desse biocombustível, que deverá entrar em funcionamento em junho, em Curitiba. Apesar da maior disponibilidade da soja no Paraná, os pesquisadores do Tecpar estão estudando alternativas como girassol, nabo forrageiro e algodão. Os estudos já demonstram que o óleo de soja apresenta menor estabilidade à oxidação, devendo, portanto, ser aditivado para atender as exigências da produção.

A planta deverá ser totalmente monitorada para gerar o maior número possível de informações sobre as variáveis do processo de produção com diferentes tipos de óleos. O projeto está sendo implantado no campus do Tecpar, que é sede do Centro Brasileiro de Referência em Biocombustíveis (Cerbio), criado por meio de um convênio de cooperação entre a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná e o Ministério da Ciência e Tecnologia.

X