Planalto Bioenergia obtém outorga de termelétrica de 50 MW

A companhia sucroenergética Planalto Bioenergia obtém outorga de termelétrica com capacidade instalada de 50 megawatts (MW).

A cogeradora de energia elétrica a partir da biomassa de cana-de-açúcar atende pelo nome de Planalto Bioenergia SPE Ltda. e está localizada junto a unidade produtora Coplasa Açúcar e Álcool, controlada pelo Grupo Moreno no município de Planalto, no interior paulista.

A outorga foi oficializada pelo Ministério de Minas e Energia (MME) por meio da portaria 167 publicada na edição de 17/05 do Diário Oficial da União (DOU).

A implantação do empreendimento, segundo o MME, está prevista entre 1º de julho de 2021 a 1º de fevereiro de 2023.

Os representantes legais da termelétrica são Carlos Alberto Moreno e André Luis Moreno.

Aportes previstos: R$ 131,3 milhões com incidência de PIS/PASEP E COFINS e R$ 119,2 milhões sem incidência da tributação.

A Planalto Bioenergia SPE Ltda., inscrita no CNPJ/MF sob o nº 27.119.208/0001-80, com sde na Estrada Vicinal Governador Mário Covas, km 7,7, Zona Rural, no município de Planalto, fica oficialmente autorizada a estabelecer-se como Produtor Independente de Energia Elétrica, mediante a implantação e exploração da Central Geradora Termelétrica denominada Planalto Bioenergia.

A termelétrica está cadastrada com o Código Único do Empreendimento de Geração (CEG): UTE.AI.SP.037515-2.01, com 50 MW de capacidade instalada e 24,6 MW médios de garantia física de energia, constituída por uma Unidade Geradora, em ciclo Rankine, utilizando bagaço de cana-de-açúcar como combustível principal, localizada às coordenadas planimétricas E 614879 m e N 7678803 m, Fuso 22S, Datum SIRGAS2000.

A energia elétrica produzida pela autorizada destina-se à comercialização na modalidade de Produção Independente de Energia Elétrica.

Sistema de transmissão

O JornalCana apurou que deverá a autorizada implantar, por sua exclusiva responsabilidade e ônus, o sistema de transmissão de interesse restrito da UTE Planalto Bioenergia, constituído de uma Subestação Elevadora de 13,8/138 kV, junto à Central Geradora, e uma Linha em 138 kV, com cerca de onze quilômetros e quinhentos metros de extensão, em Circuito Simples, interligando a Subestação Elevadora ao seccionamento da Linha São José do Rio Preto-Nova Avanhandava – circuito 1, de propriedade da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista – CTEEP, em consonância com as normas e regulamentos aplicáveis.

O MME também aprovou o enquadramento no Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura(REIDI) do projeto de geração de energia elétrica da UTE Planalto Bioenergia.

 

X