Pioneirismo: parceria realiza 2° seminário sobre comercialização de créditos de carbono em áreas agrícolas

Uma parceria entre a Fundação de Estudos e Pesquisas em Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia – Funep, a DNV, o CTEQ consultoria, e o LBE irá promover no final de julho ou agosto próximo em Ribeirão Preto (SP), o segundo seminário sobre o mercado e comercialização de carbono em áreas agrícolas. A data e o local ainda estão sendo definidos pelos organizadores.

De acordo com Nestor Carlos de Oliveira, presidente do Centro de Treinamento e Educação em Qualidades – Cteq, a comercialização de créditos agrícolas, em especial no setor, deverá dar retorno, principalmente se considerar as áreas canavieiras do Brasil, ou mesmo as áreas de expansão, já que a planta sequestra o CO2 e faz um contra-balanço das emissões de poluentes da própria indústria.

Para Oliveira, o tema é uma novidade, já que existe a comercialização de créditos na área industrial, mas na agrícola não existe nenhum trabalho feito no Brasil. “Há grande possibilidade de retorno financeiro através de comercialização de créditos em área agrícola, existem casos de sucesso nos Estados Unidos, mas o que falta para essa iniciativa dar certo é a aprovação do Protocolo de Kyoto naquele país”.

Nestor de Oliveira explica que nessa parceria, o Cteq irá fornecer os programas de gestão de qualidade Iso 14000; a Unesp, através do professor, Newton La Scala, irá apresentar as formas de medição e sequestro do carbono; a DNV será a certificadora e o LBE, irá oferecer os herbicidas e os maturadores orgânicos.

Além da divulgação sobre esse mercado, a novidade do primeiro seminário de Mercado de Carbono promovido no dia 17 de maio na FCAV/Unesp, Campus de Jaboticabal, foi a união das 25 empresas participantes, através de um grupo de estudos para o tema. “Os participantes irão se comunicar a cada dois meses, revelando as últimas novidades sobre o assunto”, frisa.

Pioneirismo: parceria realiza 2° seminário sobre comercialização de créditos de carbono em áreas agrícolas

Uma parceria entre a Fundação de Estudos e Pesquisas em Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia – Funep, a DNV, o CTEQ consultoria, e o LBE irá promover no final de julho ou agosto próximo em Ribeirão Preto (SP), o segundo seminário sobre o mercado e comercialização de carbono em áreas agrícolas. A data e o local ainda estão sendo definidos pelos organizadores.

De acordo com Nestor Carlos de Oliveira, presidente do Centro de Treinamento e Educação em Qualidades – Cteq, a comercialização de créditos agrícolas, em especial no setor, deverá dar retorno, principalmente se considerar as áreas canavieiras do Brasil, ou mesmo as áreas de expansão, já que a planta sequestra o CO2 e faz um contra-balanço das emissões de poluentes da própria indústria.

Para Oliveira, o tema é uma novidade, já que existe a comercialização de créditos na área industrial, mas na agrícola não existe nenhum trabalho feito no Brasil. “Há grande possibilidade de retorno financeiro através de comercialização de créditos em área agrícola, existem casos de sucesso nos Estados Unidos, mas o que falta para essa iniciativa dar certo é a aprovação do Protocolo de Kyoto naquele país”.

Nestor de Oliveira explica que nessa parceria, o Cteq irá fornecer os programas de gestão de qualidade Iso 14000; a Unesp, através do professor, Newton La Scala, irá apresentar as formas de medição e sequestro do carbono; a DNV será a certificadora e o LBE, irá oferecer os herbicidas e os maturadores orgânicos.

Além da divulgação sobre esse mercado, a novidade do primeiro seminário de Mercado de Carbono promovido no dia 17 de maio na FCAV/Unesp, Campus de Jaboticabal, foi a união das 25 empresas participantes, através de um grupo de estudos para o tema. “Os participantes irão se comunicar a cada dois meses, revelando as últimas novidades sobre o assunto”, frisa.

X