Petróleo fecha em alta de US$ 1 após recorde

Nesta segunda-feira, 29 de agosto, o petróleo negociado em Nova York subiu US$ 1 no fechamento, após o valor recorde de US$ 70 por barril. O valor recorde de fechamento foi dado pelo receio de que o furacão Katrina pudesse afetar a maior parte da produção do Golfo do México.

O contrato, para entrega em outubro, encerrou em alta de US$ 1,07, fazendo com que o preço do barril ficasse em US$ 67,20. O novo recorde foi estabelecido a US$ 70,80 na abertura dos negócios de segunda-feira na Ásia. O Brent caiu US$ 1,53, deixando o preço em US$ 64,85.

O Katrina causou problemas na produção de petróleo e de gás natural do Golfo. O serviço de gerenciamento mineral dos EUA informou que o furacão interrompeu 91,69% da produção normal de 1,5 milhão de barris por dia de petróleo e 82,9% da produção normal de 10 bilhões de pés cúbicos/dia.

X