Petrobras investe e fica com 46% da companhia de usinas de cana Guarani

A Petrobras Biocombustívels (PBio), subsidiária da estatal petrolífera, depositou R$ 268 milhões na conta da companhia sucroenergética Guarani no último dia 5 de janeiro. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Petrobras para o Portal JornalCana.

O depósito de R$ 268 milhões foi a última tranche de um programa de investimento original de R$ 1,611 bilhão. Com esse pagamento, a subsidiária da estatal passa a deter 45,9% do controle acionário da Guarani. Os demais 54,1% continuam com a francesa Tereos Internacional.

O programa de investimento da PBio na Guarani integra acordo assinado em 2010 pela Tereos e pela Petrobras em relação aos ativos da Guarani e anteviu um aumento gradual de participação pela petroleira brasileira ao longo do tempo, dependendo da execução de alguns investimentos.

Leia mais: Tereos e o mercado de ações em 2015

 

O investimento total da Petrobras, com o aporte que deveria ser realizado até 5 de janeiro de 2016, com soma de R$ 1,611 bilhão, ajustado pela inflação, disse a Tereos na época.

Leia mais: Dívidas de usinas de cana devem superar R$ 95 bi

O depósito dos R$ 268 milhões ocorre em um momento em que petroleira estatal lida com o maior endividamento entre as companhias do setor petrolífero e está tentando superar um escândalo de corrupção.

Nesta sexta-feira (08/01), a diretoria da Petrobras informa que não fará emissão de títulos de sua dívida. Mas que manterá o foco na venda de ativos. A venda de sua parte na Guarani chegou a ser divulgada extraoficialmente ao longo de 2015.

Leia mais: Usinas de cana Guarani estocam etanol para a entressafra

Em junho, por exemplo, a Petrobras havia dito a representantes da Tereos em reuniões em São Paulo que gostaria de vender suas ações na Guarani como parte de um grande plano de desinvestimentos que está buscando implementar, de acordo com duas fontes com conhecimentos diretos do assunto.

 

Estruturaguarani

A Guarani possui sete usinas de cana-de-açúcar no estado de São Paulo. As instalações têm capacidade de produção combinada de 1,73 milhão de toneladas de açúcar e 903 milhões de litros de etanol por ano.

Na safra 2015/16, encerrada em 11/12/2015, a companhia controlada pela francesa Tereos anunciou o término do ciclo, com moagem prevista de 19,7 milhões de toneladas de cana-de-açúcar.

Leia mais: Confira aqui informações sobre a safra 15/16 da Guarani 

 

X