Pesquisadora Raffaella Rosseto é honrada com Prêmio MasterCana Nordeste

A engenheira agrônoma Raffaella Rossetto, presidente da Stab Nacional, recebe amanhã em Maceió o Prêmio MasterCana Nordeste, na categoria Honra ao Mérito, concedido a personalidade com história marcante no mercado sucroalcooleiro.

Formada pela USP-Esalq de Piracicaba, SP em 1981, com mestrado em energia nuclear na agricultura em 1987 e doutorado em solos e nutrição de plantas em 1994, há 14 anos é pesquisadora científica da APTA – Agência Paulista de Tecnologia do Agronegócio, Pólo de Piracicaba, no Programa cana-de-açúcar do IAC – Instituto Agronômico de Campinas. Trabalha na área de nutrição, adubação e aspectos ambientais da cana-de-açúcar e é professora de pós-graduação no IAC em cultura da cana-de-açúcar.

Raffaella Rossetto é membro da Stab desde 1999 e presidente da STAB Nacional desde 2006. Como participante do grupo de pesquisas do IAC recebeu dois prêmios do Jornal Cana: em 1996 recebeu o Prêmio JornalCana, em reconhecimento ao serviços prestados em Pesquisa Cientifica e em 2001 recebeu o Prêmio MasterCana como parte da equipe de pesquisas em cana-de-açúcar do IAC.

O atual interesse por parte do setor com a questão ambiental é espécie de sonho realizado de Raffaella Rossetto. “A preocupação com o meio ambiente era praticamente inexiste quando comecei a trabalhar com cana, em 1994. Naquela época, o interesse era totalmente econômico, adubar para produzir mais, e hoje é ambiental talmbém, há uma forte preocupação em produzir com sustentabilidade”, comemora Raffaella.

A pesquisadora atribui essa preocupação à mudança de mentalidade que tem ocorrido na cadeia produtiva. “Nossos empresários estão mais conscientes de que devem deixar a área sem queimar, porque a palha protege o solo e promove a reciclagem de nutrientes, por exemplo”, lembra.

Raffaella Rosseta se revela apaixonada pelo setor sucroalcooleiro. “Acho que consigo falar 24 horas por dia de cana-de-açúcar”. “Para um pesquisador a cana-de-açúcar é cultura muito estimulante, é extremamente rústica, dela se aproveita tudo, tanto na questão de nutrientes, de reciclagem quanto em reciclagem, e todos os seus nutrientes retornam para o campo”.

A professora e pesquisadora reivindica um maior apoio à pesquisa por parte do setor canavieiro. “O setor é parceiro das instituições de pesquisa, mas não raro corta investimentos em momentos de crise. Entendo que é justamente nestes momentos que ele deveria apoiar a pesquisa, uma vez que a ciência, tecnologia e inovação garantem às empresas maior eficiência frente às outras. As empresas que investem superam mais facilmente às crises”. Raffaela esclarece que nunca teve portas fechadas pelas usinas, ao contrário, sempre teve acesso às usinas para fazer seu trabalho. Ela apenas ressalta que em momentos de crise o setor deveria apoiar ainda mais.

A entrega do prêmio MasterCana Nordeste acontece amanhã, dia 21 de novembro, a partir das 20h, no Hotel Jatiúca, Maceió, AL, em conjunto com o jantar do 9º Congresso Nacional da Stab. Durante a “Noite Típica Alagoana”, com grande queima de fogos, serão laureados as melhores usinas, grupos produtores, lideranças, entidades e empresas do setor sucroalcooleiro da região.

A premiação é dividida em categorias e reconhece as unidades e grupos produtores de acordo com indicadores de desempenho nas áreas agrícola, industrial, administrativa e comercial.

O MasterCana Nordeste também vai premiar as melhores empresas fornecedoras de produtos e serviços, entidades e personalidades do agronegócio sucroenergético. Para categoria MasterMarcas serão vários os premiados, indicados por colaboradores das áreas de Administração & Comercialização, Agrícola/CCT, Elétrica & Automação, Industrial e Logística & Embalagem, além de fornecedores de cana e entidades do setor no Brasil.

Os convites custam R$ 50,00.

Local – Jatiúca Hotéis & Resorts

Lagoa da Anta, 220 – Mangabeiras, Maceió – Al

Traje – Esporte

Informações e Convites (R$ 50,00) : Fone 82 9999 1616 Laudilene ou Cledjane (Stab)

X