Pernambuco quer abrir novos mercados na Índia

A Federação do Comércio de Pernambuco (Fecomércio-PE) busca consolidar e abrir novos mercados com empresas indianas nas áreas de etanol, gesso, açúcar, cachaça, sucos, frutas e tecnologia, entre outras. Para isso, neste domingo (9), uma missão de empresários foi enviada à capital Nova Delhi, para identificar novas oportunidades de negócios entre os dois países.

Os integrantes da missão farão visitas técnicas a várias empresas indianas, entre elas a NIIT, Hightecjcity Gurgaon e Netaji Subhash Institute of Technology. O grupo, composto por lideranças do governo de Pernambuco, ficará na Índia até o dia 25 de novembro. Neste período, uma série de workshops mostrará aos indianos as potencialidades comerciais brasileiras.

No dia 14 de novembro, o presidente da Fecomércio-PE, Josias Albuquerque, fará uma palestra para apresentar a inserção do Nordeste do Brasil no comércio internacional. “A Índia é um país em expansão. Por isso, iremos trabalhar esse mercado”. O dirigente prevê uma participação de 300 indianos por dia nos seminários e workshops sobre as oportunidades de investimentos e de negócios.

Com crescimento virtuoso do Produto Interno Bruto (PIB) acima de 8%, a Índia chama atenção de investidores de todo mundo. Para 2035, a previsão é de que a população atinja 1,46 bilhão de habitantes. Hoje, esse número é de 1,029 bilhão, de acordo com dados do Escritório do Censo em Nova Delhi.

X