Perda de concessão

A Petrobras Distribuidora S. A. deverá perder, no Espírito Santo, a concessão que permitia a exploração dos serviços de distribuição do gás canalizado até dezembro de 2043. O projeto de decreto legislativo foi aprovado, por 20 votos a favor e dois contra, durante sessão realizada na Assembléia Legislativa, segunda-feira. O autor da matéria, deputado Robson Neves (PFL), explicou que o contrato assinado há 9 anos entre o governo do Estado e a estatal exige o procedimento de licitação pública, o que não ocorreu. A BR Distribuidora só pretende emitir sua posição depois que o conteúdo do decreto for publicado no Diário Oficial do estado. Neves diz que a Petrobras não deverá sofrer nenhum prejuízo, pois todo o investimento feito pela empresa deverá ser compensado. (Gazeta Mercantil)

Perda de concessão

A Petrobras Distribuidora S. A. deverá perder, no Espírito Santo, a concessão que permitia a exploração dos serviços de distribuição do gás canalizado até dezembro de 2043. O projeto de decreto legislativo foi aprovado, por 20 votos a favor e dois contra, durante sessão realizada na Assembléia Legislativa, segunda-feira. O autor da matéria, deputado Robson Neves (PFL), explicou que o contrato assinado há 9 anos entre o governo do Estado e a estatal exige o procedimento de licitação pública, o que não ocorreu. A BR Distribuidora só pretende emitir sua posição depois que o conteúdo do decreto for publicado no Diário Oficial do estado. Neves diz que a Petrobras não deverá sofrer nenhum prejuízo, pois todo o investimento feito pela empresa deverá ser compensado. (Gazeta Mercantil)

X