Pais do carro flex serão homenageados no BestBio 2013

img5698

Um veículo movido a etanol ou gasolina, puros ou misturados em qualquer proporção dentro do mesmo tanque. Parece simples, mas, há dez anos, a tecnologia flex era complexa demais para um mercado acostumado a carros que aceitavam um único combustível.

Para destacar aqueles que tiverem papel fundamental no desenvolvimento e implementação desta revolucionária tecnologia, o Prêmio BestBIO 2013 vai homenagear, na noite desta terça-feira, 19 de março, a Pedro Camargo Neto, atual presidente da Abipecs — Associação Brasileira da Industria Produtora e Exportadora de carne suína – e Francisco Nigro, professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, dois dos que são considerados “pais do carro flex”.

Durante o desenvolvimento da tecnologia flex, Pedro Camargo Neto, então secretário de produção e comercialização do Ministério da Agricultura atuou de forma relevante nos trâmites governamentais.

Já o professor Francisco Nigro, que a principio trabalhava no desenvolvimento tecnológico do motor flex, entendeu que deveria investir também em divulgação, e organizou através do IPT — Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo, um seminário reunindo representantes do governo federal, estadual, montadoras – que mostravam-se reticentes quanto à produção do carro flex, representantes do setor sucroenergético – onde muitos à época não queriam apoiar o motor flex – e apresentou a todos os agentes o motor flex como solução viável para o mercado. Os esforços destes homens e os argumentos em favor da tecnologia resultaram na chegada do carro flex ao país.

“Eu mesmo possuía um carro a álcool, e quando comecei a pensar com carinho no carro flex, entendi que ele seria uma solução tão boa que não teria como não dar certo”, lembra Francisco Nigro. Para ele o motor flex favoreceu todos os agentes envolvidos na produção, mas alguns desafios perduram.

“O desafio atual para alavancar ainda mais o mercado do carro flex é o mesmo de 10 anos, produzir etanol a um preço competitivo com o da gasolina. E com maior produção de etanol, abre-se um a possibilidade de reduzir as emissões de CO2, um dos principais objetivos que buscávamos há dez anos”, comenta Nigro.

Mais informações sobre o Prêmio BestBIo acesse a rede social LinkedIn ou pelo telefone (16) 3512.4300.

Serviço

Prêmio BestBIO Brasil 2013

Data: 19 de março

Local: Tivoli Mofarrej Hotel, localizado na Alameda Santos, 1437, Jardim Paulista, São Paulo

Informações: (16) 3512-4300 / bestbio@procana.com.br

Patrocínio: Grupo TGM – Turbinas e Transmissões / Brazil Biomass Energy – BBE

X