Odebrecht sucroenergética adia data de assembléia

poA Odebrecht Agroindustrial S/A, braço sucroenergético do Grupo Odebrecht, e que controla usinas de cana-de-açúcar em seis polos no País, acaba de adiar a data de assembléia geral extraordinária.

Leia mais: Odebrecht convoca os acionistas. Saiba os motivos

Anteriormente, a companhia sucroenergética tinha convocado os acionistas para assembléia em 11/03. Na pauta da ordem do dia, estava proposta de ampliar o capital social em R$ 2 bilhões. Esse aporte seria para investimento nas usinas de cana do grupo.

Mas em novo edital, o vice-presidente do Conselho de Administração, Newton de Souza, comunica que a assembléia geral extraordinária mudou de data para 18/03, a partir das 16h, na sede da companhia, na capital paulista.

Leia mais: Odebrecht prevê investimentos de R$ 2 bi em usinas

Conforme o executivo, os acionistas irão discutir, na ordem do dia, a proposta de aumento do capital social da companhia no valor de R$ 2 bilhões. Esse aporte deverá ser realizado mediante a emissão de novas ações nominais, sem valor nominal, ao preço de emissão de R$ 0,01 por lote de 1 mil ações.

A ordem do dia também inclui a proposta de redução do capital social. Motivo: para absorção dos prejuízos acumulados e, assim, sem restituição para seus acionistas, conforme apurados em balanço com data base de 31 de dezembro de 2015.

 

X