O novo teste de sobrevivência do álcool

A energia presente na natureza que o homem converte em seu beneficio se torna cada vez mais variada e mais diversificada. Em poucos anos, forçadamente, teremos de migrar da energia fóssil para outras formas atualmente exóticas. Nesse contexto, a indústria da mobilidade tem um enorme desafio: o armazenamento da energia para o transporte. As células e os reformadores de energia, cuja produção em escala estava prevista para 2005, esta sendo repensada para 2015.

Os veículos híbridos e/ou elétricos ainda são de pequena proporção e de baixa autonomia. Enquanto isso, a indústria investe pesadamente em artifícios eletromecânicos para melhorar a eficiência dos motores de combustão interna. Destacam-se grandes investimentos na área do controle de combustão com sistemas de injeção direta (GDI), sistemas controle de válvulas variáveis (VVT), transmissão robotizada, controle por computadores digitais da queima, e tantos outros recursos com o propósito de aumentar a eficiência dos motores.

X