No Interior, etanol a R$ 2,19 e gasolina a R$ 2,95

Não está fácil manter um automóvel neste início de ano. Como se não bastassem as despesas comuns aos primeiros meses, como IPVA e seguro, o motorista cearense ainda precisa lidar com os preços dos combustíveis, cada vez mais salgados, especialmente no interior do Estado. A última pesquisa da ANP (Agência Nacional de Petróleo), realizada entre os dias 30 de janeiro e 5 de fevereiro, mostra que Sobral é o município que comercializa o litro do etanol pelo valor mais caro.

O preço máximo está batendo a casa dos R$ 2,19, em estabelecimentos de bandeira Petrobras. Já o mínimo está saindo a R$ 2,10, R$ 0,10 acima do valor mais alto praticado na Capital. Em Crateús, a gasolina é que não dá trégua, chegando a R$ 2,95.

Em Fortaleza, os valores seguem pesando no bolso, mas bem menos se comparad os aos vistos na Região Norte. O preço mínimo do etanol está em R$ 1,79, encontrado em um posto de bandeira branca no bairro Bom Jardim. O valor mais elevado (R$ 1,999) é comercializado por três estabelecimentos Petrobras, localizados na Praia de Iracema, Papicu e Jardim das Oliveiras.

A escalada nos preços do álcool é uma realidade que vem ocorrendo desde o fim do ano passado, conforme o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindipostos), Guilherme Meireles. “O etanol tem subido desde o fim de 2010, pois está faltando nos estados de Pernambuco e Paraíba, que tradicionalmente são nossos fornecedores”, explica.

Ele reitera que uma solução para essa trajetória de alta seria a diminuição do percentual de etanol na gasolina. “Ano passado, quando o governo fez isso, deu certo. Naquela época, o etanol chegou a R$ 2,20” relembra.

O motorista de Maracanaú é o que deve estar economizando mais. No município, é encontrado o litro de etanol mais em conta do Estado: R$ 1,75, vendido em um posto de bandeira SP, no bairro Piratininga.

Impacto

A gasolina segue onerando o consumidor, ainda mais se ele morar no Interior. Em Crateús, a pesquisa da ANP detectou o litro do derivado de petróleo sendo comercializado pelo elevado preço de R$ 2,95, o mais caro do Ceará, mas é em Caucaia onde é achado o preço mais baixo: R$ 2,47, em um posto bandeira branca na CE-121.

X