MS registra alta de 10% no ATR

Usina Sao Francisco
O índice que mede a qualidade da matéria prima, o ATR/TC (Açúcares Totais Recuperáveis por tonelada de cana) do estado do Mato Grosso do Sul atingiu 127,58 kg na quinzena, ou seja, volume 10% maior que o da safra passada e no acumulado atingiu 130,14 kg, também maior em dois pontos percentuais que o ano anterior. As informações são da Biosul – Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul, referente a moagem até 30 de novembro. “O ATR está em recuperação, com o acumulado já acima do previsto e a quinzena foi bem melhor que a passada. A novidade é que nesse dezembro teremos mais unidades moendo. Na primeira quinzena serão 21 unidades contra 18 que estavam operando ano passado e na segunda serão 21 contra 11”, revela Roberto Hollanda, presidente da Biosul.

A safra de cana-de-açúcar no estado começou em abril de 2014 e deve seguir até janeiro de 2015. Na segunda quinzena de novembro foram processadas 1,862 milhão de toneladas de cana, volume praticamente igual ao do mesmo período na safra passada. O volume acumulado de cana-de-açúcar processada até o momento é de 38,75 milhões de toneladas, 1,92% menor em relação ao ano passado.

Até agora foram produzidas 1,24 milhão de toneladas de açúcar, quantidade 6% menor que a produção registrada anteriormente, que foi de 1,32 milhão de toneladas. Já no etanol, o acumulado até a segunda quinzena de novembro foi de 566 milhões de litros de anidro e 1,63 bilhão de litros de etanol hidratado, resultando 2,20 bilhões de litros de biocombustível produzido, volume 4,33% maior que na safra 2013/2014.

Segundo o presidente da Biosul, a chuva tem atrapalhado um pouco as operações, o que já era esperado nesta época do ano.

X