Moagem de cana é 28% maior e soma 33,7 milhões de toneladas em outubro

A moagem de cana-de-açúcar totalizou 33,72 milhões de toneladas durante a segunda quinzena de outubro, volume 17,72% maior do que o processado durante os primeiros quinze dias do mês passado e 28,32% superior à moagem em igual quinzena de 2007. Segundo a União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica), em levantamento divulgado ontem, a melhoria das condições climáticas foi fator preponderante para esse desempenho.

O volume acumulado da safra 2008/2009 até o dia 1º de novembro atingiu a marca de 412,38 milhões de toneladas de cana moída, 8,81% acima do volume da safra passada no mesmo período. A produção de açúcar na quinzena foi de 1,95 milhão de toneladas, 12,27% superior ao volume produzido na mesma quinzena da safra passada. O total acumulado na safra 2008/2009 chegou aos 22,6 milhões de toneladas, 4,77% inferior ao da safra passada, ou 1,1 milhão de toneladas a menos em volume de açúcar. A produção de açúcar consumiu 40,8% da cana esmagada na quinzena e 40,60 % no acumulado da safra. As chuvas que prejudicaram a colheita na primeira quinzena de outubro trouxeram reflexos na quantidade de produtos obtidos por tonelada de cana moída na segunda quinzena do mês. No acumulado da safra, a quantidade de produtos obtidos é de 141,68 quilos, inferior ao acumulado na safra anterior em 2,43%. A produção de etanol na quinzena foi de 1,73 bilhão de litros, 25,54% superior ao da mesma quinzena da safra anterior, sendo 0,67 bilhão de litros de etanol anidro e 1,06 bilhão de litros de etanol hidratado. No acumulado de 2008/2009, a produção totalizou 20,2 bilhões de litros, 15,41% superior ao acumulado na safra anterior. Das 32 unidades previstas para o inicio de moagem na safra 2008/2009, três delas confirmaram sua decisão de postergar o início das operações para a safra 2009/2010.

Exportações

Os Estados Unidos continuam sendo o principal importador do etanol brasileiro. No acumulado da safra, as exportações totais atingiram 3,4 bilhões de litros até o final de outubro, contra 2 bilhões de litros no mesmo período da safra anterior. A projeção de exportações para 2008 se mantém em 4,2 bilhões de litros. A Unica informou, ainda, que o volume de hidratado disponível para a entressafra não é compatível com o volume de demanda que vem sendo observado.

X