Moagem de cana da safra 19/20 no Centro-Sul ficará em até 600 milhões de toneladas, prevê Raízen

A safra de cana-de-açúcar 2019/20 do Centro-Sul ficará em moagem de até 600 milhões de toneladas.  A previsão é de Luís Henrique Guimarães, presidente da Raízen, maior produtora global de açúcar e etanol de cana controlada pela Cosan e pela Shell.

“A safra deve ser um pouco melhor este ano porque o clima esteve um pouquinho melhor neste começo do ano, mas não será acima de 600 milhões de toneladas”, disse Guimarães para a Bloomberg.

Na entrevista para a Bloomberg, o presidente da Raízen atesta que o volume da nova safra de cana-de-açúcar do Centro-Sul do Brasil será um pouco maior que o registrado na temporada atual, em que usinas voltaram a sofrer os efeitos do tempo adverso e do envelhecimento dos canaviais.

Moagem na 18/19

Segundo a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), a moagem das unidades do Centro-Sul somavam 563,29 milhões de toneladas entre abril/2018 e 1º deste mês de fevereiro.

O volume até então processado representa quebra de 20 milhões de toneladas ante a moagem de 583,83 milhões registrada entre abril/17 a 1º/02/18, conforme a própria entidade.

Leia também:

Moagem de cana está 20 milhões de toneladas abaixo da safra 17/18

X