Ministro destaca os três desafios para a agricultura

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, destacou ontem, dia 30 de abril, os três desafios que o agronegócio brasileiro precisa superar. Em palestra, organizada pela BM&F, Rodrigues disse que o primeiro desafio é a política pública. “O governo não deve atrapalhar o setor produtivo. Estamos trabalhando para que a agricultura nacional se desenvolva.”

O organização do setor privado é outro nó que precisa ser desatado. “Não há articulação do setor produtivo. É preciso fazer lobby, se organizar. Até agora o setor privado não se colocou, por exemplo, a favor ou contra os transgênicos.” As ações na área internacional são outro importante desafio para o setor agrícola, observou o ministro.

Para Rodrigues, os empresários podem e devem fazer lobby de forma articulada. Ele citou como exemplos a cadeia avícola, sucroalcooleira e os cafeicultores. “Não há linearidade na produção de milho, cuja oferta oscila a cada ano”, disse. No setor sucroalcooleiro, não há clareza na organização da produção de álcool. Os cafeicultores, segundo o ministro, também são incapazes de apresentar um programa único para o setor. “É preciso ter uma maior articulação do setor”, informou.

X