Ministério instala câmara setorial de negociações internacionais

Vinculada ao Conselho do Agronegócio – Consagro, a Câmara de Negociações Agrícolas Internacionais objetiva criar condições para que o governo e a área privada estabeleçam propostas comuns para apresentar nas negociações multi e bilaterais relacionadas ao comércio exterior agropecuário. “Vamos buscar uma integração mais completa entre os agentes envolvidos com as exportações agrícolas”, destaca Carlos Nayro Coelho, que será o secretário-executivo do órgão pelo setor público.

A Câmara servirá ainda para que os produtores e exportadores abasteçam o governo de dados sobre as dificuldades e avanços de cada setor nas negociações internacionais. “Quem negocia é o governo, mas quem opera é o setor privado”, observa Nayro. “Nela, também vamos debater, por exemplo, as listas de ofertas que o Brasil vai apresentar nessas negociações”.

Além do Mapa, a Câmara será composta pela Casa Civil da Presidência da República, pelos ministérios do Desenvolvimento Agrário, do

Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, do Meio Ambiente, da Saúde e do Transportes, pela Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca, pela Agência de Promoção de Exportações (Apex) e pela Comissão de Agricultura e Política Rural da Câmara dos Deputados.

O setor privado será representado por entidades como a Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a Confederação Nacional dos

Trabalhadores na Agricultura (Contag), a Organização das Cooperativas

Brasileiras (OCB), a Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) e a

Sociedade Rural Brasileira, entre outras. O gerente da Câmara pelo setor privado será Gilman Viana Rodrigues, da CNA. Pela primeira vez na história do país, o governo cria em sua estrutura um fórum permanente para discussão entre os setores público e privado de propostas da cadeia produtiva do agronegócio para o comércio exterior. É a Câmara Temática de Negociações Agrícolas Internacionais, que será instalada hoje pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues. O novo órgão

será formado por representantes de todos os segmentos exportadores da

agropecuária brasileira.

Ministério instala câmara setorial de negociações internacionais

Vinculada ao Conselho do Agronegócio – Consagro, a Câmara de Negociações Agrícolas Internacionais objetiva criar condições para que o governo e a área privada estabeleçam propostas comuns para apresentar nas negociações multi e bilaterais relacionadas ao comércio exterior agropecuário. “Vamos buscar uma integração mais completa entre os agentes envolvidos com as exportações agrícolas”, destaca Carlos Nayro Coelho, que será o secretário-executivo do órgão pelo setor público.

A Câmara servirá ainda para que os produtores e exportadores abasteçam o governo de dados sobre as dificuldades e avanços de cada setor nas negociações internacionais. “Quem negocia é o governo, mas quem opera é o setor privado”, observa Nayro. “Nela, também vamos debater, por exemplo, as listas de ofertas que o Brasil vai apresentar nessas negociações”.

Além do Mapa, a Câmara será composta pela Casa Civil da Presidência da República, pelos ministérios do Desenvolvimento Agrário, do

Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, do Meio Ambiente, da Saúde e do Transportes, pela Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca, pela Agência de Promoção de Exportações (Apex) e pela Comissão de Agricultura e Política Rural da Câmara dos Deputados.

O setor privado será representado por entidades como a Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a Confederação Nacional dos

Trabalhadores na Agricultura (Contag), a Organização das Cooperativas

Brasileiras (OCB), a Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) e a

Sociedade Rural Brasileira, entre outras. O gerente da Câmara pelo setor privado será Gilman Viana Rodrigues, da CNA. Pela primeira vez na história do país, o governo cria em sua estrutura um fórum permanente para discussão entre os setores público e privado de propostas da cadeia produtiva do agronegócio para o comércio exterior. É a Câmara Temática de Negociações Agrícolas Internacionais, que será instalada hoje pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues. O novo órgão

será formado por representantes de todos os segmentos exportadores da

agropecuária brasileira.

X