Mesmo com menos volume de açúcar nos terminais, Rumo amplia EBITDA em 15%

Mesmo com redução de 21% no volume de elevação de açúcar nos terminais no Porto de Santos (SP), a Rumo Logística amplia o EBITDA do segundo trimestre (2T18) em 15% sobre o mesmo período de 2017.

A empresa, controlada pela Cosan, apurou R$ 844 milhões no 2T18 ante o 2T17.

Nos seis primeiros meses do ano, o EBITDA da Rumo avançou 22%, chegando a R$ 1,494 milhão, alta de 4% sobre o mesmo período de 2017.

Leia também: São Martinho apresentará suas inovações agrícolas em evento 

Segundo a Rumo, o volume de elevação nos terminais da Rumo no Porto de Santos apresentou redução 21%
no 2T18 frente ao 2T17 e 12% na comparação do acumulado do ano, alcançando 5,1 milhões de toneladas.

O resultado refletiu principalmente o cenário desfavorável para comercialização do açúcar.

Transporte

O volume total transportado no 2T18 pela empresa foi de 13,5 bilhões de TKU, 9% maior na comparação com
2T17. No semestre, o volume cresceu 13%, alcançando 25,3 bilhões de TKU. Os volumes de maio foram impactados negativamente pela paralização dos caminhoneiros.

Em abril e junho, os volumes transportados apresentaram crescimento, em relação ao ano passado, superior a 15%.

Capex

No 2T18, o capex atingiu R$ 559 milhões, enquanto nos 6M18 o capex totalizou R$ 1.042 milhões, em linha com o plano de investimentos da Companhia, com destaque para os investimentos em tombadores que ampliam significativamente a capacidade do terminal de Rondonópolis (MT)

Fonte: Rumo 

X