Mercado internacional está aquecido

Os preços futuros do açúcar mantêm-se em alta no mercado internacional nas últimas semanas, mesmo com o avanço da safra brasileira de cana-de-açúcar. Há uma boa demanda pelo produto por parte da China, de acordo com relatório da Hencorp Commcor. Recentemente, os chineses compraram 150 mil toneladas de açúcar da Austrália, o que mostra interesse por parte daquele país em ultrapassar sua cota de importação. Os chineses produziram um total de 6,2 milhões de toneladas.

Outro fator altista é a decisão das indústrias da Tailândia de procurar outras fontes fornecedoras de açúcar em razão do aumento dos preços do tipo demerara no país.

Um dos principais produtores de açúcar do mundo, a Austrália também tem enfrentado problemas nos canaviais. Parte das lavouras foi atingida por chuvas, em função do El Niño. Problemas climáticos também foram sentidos na Índia, cujos campos da região norte e oeste foram prejudicados pela seca. Já a parte nordeste do país tem sido prejudicada pelas fortes chuvas.

X