Margarita amplia poderes na LDC, controladora da Biosev

Margarita Louis-Dreyfus amplia poderes na Louis Dreyfus Company (LDC), controladora da sucroenergética Biosev.

Em entrevista ao Financial Times publicada nesta terça-feira (18/12) no jornal Valor Econômico, a executiva de 56 anos de idade, e de origem russa, confirma que ampliará o controle acionário da Louis Dreyfus Commodity Holdings BV (LDH), holding a qual pertence a LDC.

Segundo o Financial Times, atualmente a Akira, truste familiar de Margarita, detém 80% das ações da LDH. Em negociação realizada em novembro, esse controle sobe para 95%.

Com a ampliação do controle acionário, a executiva de 56 anos de idade, e de origem russa, Margarita garante seguir apostando na LDH.

“O Akira foi estabelecido com um propósito: proteger o negócio, e não drenar seu dinheiro”, disse ela na entrevista ao Financial Times.

Leia também: 

Quer participar do ranking Melhores Empresas Para Trabalhar no Agronegócio? Prazo termina no dia 31

A executiva, herdeira do clã Dreyfus por ser viúva de Robert Louis-Dreyfus, não comenta, na entrevista, sobre a Biosev.

Listada na B3, a companhia sucroenergética foi tema recente de reportagem da Reuters brasileira sobre a contratação do Rabobank para possível venda de usinas no Brasil. Em 2018 a companhia vendeu duas de suas usinas no país.

 

X