Manutenção adequada de bombas gera economia. Mas como fazer isso?

A manutenção preditiva e preventiva de bombas apresenta um custo médio de apenas 10% dos gastos proporcionados por uma corretiva urgente, avalia Geraldo Guimarães, gerente de manutenção industrial da Usina Goianésia, de Goianésia (GO).

Se for considerada a interrupção não programada de uma caldeira ou de uma fábrica de açúcar, a manutenção preditiva e preventiva de uma bomba não representa nem 1% de uma hora de usina parada – ressalta.

Segundo ele, o conserto emergencial de uma bomba, incluindo montagem e desmontagem, tem a duração de três a quatro horas.

“Se quebrar uma bomba na fábrica de açúcar e não tiver reserva para substituí-la, vai parar a usina inteira”, diz. A usina que mói 24 mil toneladas de cana por dia vai deixar de moer de três a quatro mil toneladas nesse período de parada – exemplifica. “Isto é representativo”, enfatiza.

Mas, afinal o que é uma manutenção eficiente de bombas? A realização de uma boa preditiva começa pela análise do próprio processo, afirma Geraldo Guimarães.

Leia a matéria completa, clicando aqui.