Mandioca açucarada

A Embrapa Agroenergia apresentou na semana passada, durante a Expowec 2008 – Exposição Tecnológica Mundial –, em Brasília, a mandioca açucarada para produção de etanol. A raiz é alvo de pesquisas desenvolvidas com várias culturas agrícolas como fontes alternativas para produção de energia renovável. A realização de testes bioquímicos e genéticos levou à identificação de genes e características responsáveis pelas mutações naturais que podem beneficiar diversos setores da indústria. Uma das características é o alto teor de glicose, que pode ser altamente positivo para a produção de etanol, já que dispensa a necessidade de hidrólise, utilizada no processo convencional. Para produzir o combustível a partir da mandioca é preciso hidrolisar o amido que está no tubérculo. As variedades pesquisadas pela Embrapa possuem açúcar na raiz ao invés de amido e, por isso, podem levar a uma redução de mais de 25% no custo energético do processo final de obtenção de etanol.

X