Mais de 5,7 mil trabalhadores rurais foram requalificados em projeto

img4637

O Projeto RenovAção, que formou sua primeira turma há dois anos, atingiu a marca de 5.730 profissionais requalificados em seis das maiores regiões produtoras de cana-de-açúcar do Estado de São Paulo: Ribeirão Preto, Piracicaba, Bauru, Araçatuba, São José do Rio Preto e Presidente Prudente. O Projeto foi criado para promover a requalificação de trabalhadores rurais do setor sucroenergético, especialmente os que atuam no corte manual da cana-de-açúcar, que vem sendo impactado pelo rápido avanço da colheita mecanizada e sem o uso do fogo em São Paulo.

O Projeto, coordenado pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) e pela Federação dos Empregados Rurais Assalariados do Estado de São Paulo (Feraesp) tem como parceiros o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a Fundação Solidaridad e as multinacionais Case IH, FMC, Iveco e Syngenta. Técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e do Centro Paula Souza coordenam o treinamento teórico e prático dos cursos.

“Trata-se de um projeto que reforça o comprometimento da cadeia produtiva da cana-de-açúcar com os trabalhadores com menor nível de capacitação profissional. O RenovAção vem servindo de modelo para iniciativas similares por parte das usinas, que adotam a mesma metodologia e assim, já requalificaram mais de 16 mil trabalhadores em cursos independentes,” afirma a gerente de Responsabilidade Social Corporativa da Unica, Maria Luiza Barbosa.

Quase 80% dos participantes dos 30 cursos oferecidos pelo RenovAção, treinados para funções como Operador de Colheitadeira, Motorista Canavieiro, Soldador, Eletricista e Mecânico, já se recolocaram no mercado de trabalho.

X