Maior ritmo de queda para o açúcar

A saca de 50 quilos do açúcar fechou ontem a R$ 23,28 (EsalqBM&F), com uma desvalorização de 9% sobre o dia 16 de junho, de acordo com dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). O recuo é atribuído ao avanço da safra de cana-de-açúcar no Centro-Sul do país e à desvalorização das cotações internacionais, que neste ano acumula queda de 18%.

No mercado interno, as negociações mantêm-se em ritmo lento, com as indústrias comprando da mão para boca. Segundo o Cepea, o açúcar ainda está mais remunerador no mercado doméstico na comparação com as exportações. Brasil e Tailândia estão, no momento, negociando o produto no exterior.

Maior ritmo de queda para o açúcar

A saca de 50 quilos do açúcar fechou ontem a R$ 23,28 (EsalqBM&F), com uma desvalorização de 9% sobre o dia 16 de junho, de acordo com dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). O recuo é atribuído ao avanço da safra de cana-de-açúcar no Centro-Sul do país e à desvalorização das cotações internacionais, que neste ano acumula queda de 18%.

No mercado interno, as negociações mantêm-se em ritmo lento, com as indústrias comprando da mão para boca. Segundo o Cepea, o açúcar ainda está mais remunerador no mercado doméstico na comparação com as exportações. Brasil e Tailândia estão, no momento, negociando o produto no exterior.

X