Litro do etanol deve cair mais 10% até julho, diz Sincopetro

O preço do etanol tende a cair entre 5% e 10% até julho, no auge da safra da cana. O litro do combustível que em média custa R$ 1,79 pode chegar a R$ 1,69 nos postos de combustíveis. Esse valor deve se manter até novembro, mês de baixa de produção, segundo o presidente da regional do Sincopetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo), Alair Fragoso.

Apesar das usinas estarem entrando no auge da produção, Fragoso explica que não há possibilidade dos preços do combustível chegarem ao patamar de R$ 1 por litro como aconteceu há alguns anos. “Os consumidores sonham com a volta desses valores, mas de acordo com o que vem acontecendo nas usinas e o período que o país está passando, dificilmente isso será possível”, destaca.

O motivo, segundo o presidente, está ligado ao histórico de problemas e intempéries que as usinas têm enfrentado, mas principalmente em função do dissídio anual do salário dos funcionários e ainda o custo de produção que vem crescendo aos poucos. “Os usineiros estão muito sensíveis à questão de baixa no valor de venda do etanol, por isso os preços ainda se mantém em alta”.

O governo também tem tomado medidas para segurar o preço do combustível nos postos, com sistemas de financiamento para as usinas, evitando assim demissões e também que o setor possa se desenvolver. Segundo Fragoso, as medidas de cunho fiscal envolvem desde o PIS/Cofins, o financiamento para renovação e tratamento dos canaviais detidos pelas usinas, além de recursos do BNDES e a taxa de juros diferenciada.

Os preços já começaram a ter leve queda em Marília, como no posto de combustíveis onde Sérgio Moreira é gerente, que esta semana vem praticando o valor de R$ 1,79 por litro e, segundo ele, deve se manter neste preço por um bom tempo. “Ainda não temos informações de que vá cair mais, porém o consumidor já aprovou e tem optado por abastecer com etanol com mais frequência nos últimos dias”.

O preço mais baixo encontrado pela reportagem do jornal Diário de Marília foi de R$ 1,79 em posto localizado na zona norte, porém no centro da cidade é possível encontrar o litro do etanol por até R$ 1,89.

Alguns motoristas ainda optam pela gasolina, para efeito de economia. Para o vendedor Thiago Escorpioni, 21, ainda é mais vantajoso abastecer o veículo com a gasolina, mas caso os preços do etanol caírem pode até ser que ele passe a escolher o combustível. “Por enquanto não acho que seja mais econômico, mas se baixar ao menos 10% já será possível fazer a troca com tranquilidade”, comenta.

Gasolina

O preço da gasolina deve permanecer estável segundo o presidente regional do Sincopetro. “É importante para o governo manter o preço da gasolina como está, já que ela serve como uma ferramenta de controle da inflação. E como este ano já houve aumento, não acredito que vá acontecer outro”, explicou Alair Fragoso.

X