Líderes do setor analisam safra 2012/13 no Centro-Sul

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

img4864

A safra 2012/13, no Centro-Sul, praticamente terminou e líderes do setor fazem uma avaliação dos resultados obtidos. Para Mario Campos, secretário executivo interino da Siamig – Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais, mesmo com todos os problemas enfrentados, pode-se falar de alguns pontos positivos. “Tivemos avanços quanto ao aumento da produção de cana, principalmente, em virtude da recuperação da produtividade agrícola. As empresas otimizaram a produção dos produtos mais rentáveis como açúcar e anidro, já que a produção do etanol hidratado caiu, haja visto os preços congelados da gasolina nas bombas”.

Roberto Hollanda Filho, presidente da Biosul – Associação dos Produtores de Bioenergia do Estado de Mato Grosso do Sul, lembra das questões políticas, que barram a retomada do segmento de maneira rápida “Mais uma vez, o setor viu o ano de 2012 passar sem a implementação de políticas publicas para que possamos voltar a crescer. Não depende de nós. O setor tem feito sua parte”, afirma.

Sobre o futuro, Campos se mostra otimista, apostando em uma retomada, principalmente, do biocombustível. “A produção de cana deve crescer por conta de um aumento de área e, com isso, teremos a recuperação da produtividade. Já a tendência para o mercado de açúcar é de queda se comparado aos últimos anos”, analisa.

Vale lembrar que no último dia 17/1 uma das principais reivindicações do setor sucroenergético, parece, finalmente, ter sido atendida pelo Governo Federal. Trata-se do percentual de etanol misturado na gasolina, que em abril, pode passar de 20% para 25%. A notícia veio da diretora geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Magda Chambriard. “A gente tem que confirmar a safra, mas estamos achando que sim”, disse.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.