Legislação rural assusta empregadores

As exigências trabalhistas praticamente acabaram com a figura do bóia-fria nos campos do Paraná. De acordo com a lei mesmo que seja por um dia de trabalho o empregador rural é obrigado a registrar este trabalhador e recolher todos os encargos sociais. “Esta prática acaba onerando a atividade e forçando os produtores a usarem e a investirem cada mais em tecnologia tanto em máquinas quanto em fungicidas e herbicidas. Este produtos fazem o trabalho de homens que normalmente só tem esta atividade como fonte de renda”, explica o presidente do Sindicato Rural Patronal de Cascavel Nelson Menegati. (Gazeta do Paraná)

X