John Deere integra estruturas do Brasil e da Argentina

Em comunicado assinado pelo presidente da Divisão Agrícola, David Everitt, a John Deere informa que a partir do dia 1º de agosto as operações de marketing e manufatura da companhia na América do Sul serão integradas. O comunicado informa a criação de novas diretorias para a região.

Martin Mundstock, atual Diretor Comercial da John Deere Brasil, passará a responder pela Diretoria de Marketing para a América do Sul, e Antonio Garcia, assumirá a Diretoria Industrial para a América do Sul. Dentro da nova estrutura comercial, Paulo Herrmann, que ocupa o cargo de Diretor Comercial Adjunto da John Deere Brasil, será o Diretor de Marketing para o Brasil, e Aldo Torriglia desempenhará as mesmas funções na Argentina.

Santiago Larroux continuará como Gerente Geral de Vendas para os demais mercados da América do Sul, baseado em Montevidéo – Uruguai.

A John Deere, que emprega diretamente mais de 2.500 pessoas na América do Sul, opera na região com as seguintes unidades de manufaturas: em Rosário, Argentina, com foco na produção dos motores John Deere; em Catalão – GO, onde são produzidas as colheitadeiras de cana-de-açúcar da marca Cameco; em Santo Ângelo – RS, onde se localiza a unidade de fundidos; e em Horizontina – RS, que concentra a produção de plantadeiras de precisão, colheitadeiras de

grãos e de tratores agrícolas John Deere. Adicionalmente, a Companhia opera na região o Banco John Deere S.A. no Brasil, com sede em Porto Alegre – RS, e a John Deere Credit Compañia Financiera S.A., sediada em Rosário, Argentina.

As unidades de Marketing estão estabelecidas em Rosário, Horizontina e Montevidéo, no Uruguai, e tem, respectivamente, responsabilidades para o mercado argentino, brasileiro e demais países da América do Sul. A coordenação geral das atividades da John Deere na América do Sul continuará sob a responsabilidade de Jim Martinez, atual diretor-presidente da John Deere Brasil e Diretor Geral de Operações da John Deere para a América do Sul.

X