Investimentos em recursos humanos aumentam produtividade da Usina Caeté

“Como resultado dos investimentos realizados na área de recursos humanos, a Usina Caeté – Unidade Cachoeira aumentou em 114% a produtividade do corte da cana-de-açúcar”. A afirmação foi feita pelo gerente geral da unidade industrial, engenheiro agrônomo Leonardo Pinto, durante o 19° Simpósio da Agroindústria da Cana-de-açúcar de Alagoas, realizado pela Sociedade dos Técnicos Açucareiros e Alcooleiros do Brasil — STAB – Regional Leste, no Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Alagoas — UFAL, que tem por temática principal “O Valor Energético da Cana-de-açúcar”.

Leonardo Pinto, juntamente com o gerente administrativo financeiro da Usina Caeté – Matriz, Gerenaldo Sabino dos Santos, e a supervisora social Marta Luciana Sampaio, participou como debatedor do painel sobre treinamento, onde foram relatadas algumas experiências desenvolvidas em usinas de Alagoas.

Segundo informações dos representantes do Grupo Carlos Lyra, a eficiência obtida ao longo dos anos só foi possível mediante os inúmeros investimentos em treinamentos e programas motivacionais com seus colaborados, um fator encarado como sendo estratégico na melhoria contínua das empresas.

Os representantes informam que através do fortalecimento da Medicina do Trabalho, alfabetização dos colaboradores, ginástica na empresa e no campo, complementação alimentar e reuniões sistemáticas de acompanhamento, o Grupo Carlos Lyra vem contabilizando surpreendentes resultados, que o mantém numa posição de destaque nacional. Para a supervisora social da Usina Caeté – Matriz a implantação do Programa dos 5S – onde são reavaliados os sensos de utilização, ordenação, limpeza, saúde e autodisciplina, desenvolvido numa parceria com o SENAI, serve para exemplificar a grande preocupação do Grupo com a qualidade de vida de seus colaboradores. De acordo com o gerente geral da Cachoeira, Leonardo Pinto, os trabalhos desenvolvidos em equipes foram fundamentais para a obtenção de todas as conquistas sociais das empresas pertencentes ao Grupo Carlos Lyra. “Grandes transformações podem ser constatadas nos setores industrial, agrícola e de tecnologia da informação, mas a grande revolução será no setor de recursos humanos”, finalizou, referindo-se à importância do colaborador no processo evolutivo da empresa.

O simpósio da STAB está sendo realizado até amanhã (09) no Centro de Ciências Agrárias — CECA da Universidade Federal de Alagoas — UFAL.

X