Indicador para venda de energia da biomassa no spot recua

2010-06-09 Torre Energia Eletrica Bioeletricidade Arte (3)O Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), indicador para venda de eletricidade da biomassa da cana-de-açúcar no mercado spot, registra queda de valores entre o sábado (04/06) e a próxima sexta-feira (10/06).

Leia também: Chuvas interrompem a safra na maioria das usinas

Segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que faz a gestão do PLD, o indicador não apresentou variação significativa no Sudeste/Centro-Oeste, passando de R$ 59,68/MWh para R$ 59,54/MWh.

No Sul, o preço foi fixado em R$ 50,34/MWh, redução de 10% frente ao valor da última semana. As maiores quedas foram registradas no Nordeste (-21%), onde o PLD foi de R$ 143,67/MWh para R$ 113,72/MWh, e no Norte (-37%), com o valor passando de R$ 143,67/MWh para R$ 90,74/MWh.

Leia também: Lei libera empréstimos de até R$ 1,8 bilhão para usinas

Afluências

As afluências previstas para junho no SIN subiram de 87% para 94% da Média de Longo Termo – MLT com índice acima da média no Sudeste (103%) e no Sul (127%), principal fator para a queda do PLD do Sul. As previsões de ENAs para o Nordeste (de 33% para 32%) e Norte (de 44% para 41%), por sua vez, foram reduzidas.

Foi mantida a expectativa de redução da carga em torno de 170 MWmédios no Nordeste e 100 MWmédios no Norte, da primeira para a segunda semana do mês de junho, resultando na queda do PLD destes submercados.

A disparidade entre o PLD do Nordeste com os demais permanece, uma vez que os limites de recebimento de energia deste submercado foram atingidos, mesma condição do Norte, que recebe energia do Sudeste até o limite. O Sudeste também recebe energia do Sul até o máximo permitido, desacoplando seus preços.

Já os níveis dos reservatórios do sistema ficaram apenas 20 MW médios abaixo do esperado, situação observada em todos os submercados, exceto no Sul que registrou aumento de 620 MW médios de energia. As reduções foram de 400 MW médios no Sudeste, 100 MW médios no Nordeste e 120 MW médios no Norte.

O fator de ajuste do MRE estimado para junho passou de 92,7% para 96,9% e os Encargos de Serviços do Sistema – ESS estão previstos em R$ 72 milhões, sendo R$ 53 milhões referentes às restrições operativas.

 

X