Independência do mercado sul-americano facilita exportações de tratores

A Valtra do Brasil já exportou 895 tratores nos primeiros quatro meses do ano. Para o Diretor de Marketing para a América Latina, Cláudio Costa, o atual cenário de sucesso que a empresa vem desfrutando em suas exportações, é atribuída à conquista da independência do mercado sul-americano, com a expansão dos negócios para países como México, China e Estados Unidos, somada a grande demanda dos mercados argentino e paraguaio, e à situação cambial do Brasil.

A meta da empresa, é que até o final do ano, as vendas externas superem a marca de 1.600 tratores. Em comparação com o primeiro quadrimestre de 2002, comemora o crescimento de 276%.

De acordo com a assessoria de imprensa, nos 12 meses de 2002 foram exportadas 814 máquinas.

Esse importante crescimento no mercado externo deve-se ao trabalho que vem sendo realizado há dois anos pela busca de novos mercados, o que possibilitou a expansão para países da América Latina, América do Norte, Ásia e recentemente para a Austrália e Turquia.

X