IBGE: produção da indústria recupera fôlego em setembro e sobe 1,7%

Depois do recuo apresentado um mês antes, a produção da indústria brasileira voltou a crescer, atingindo a taxa de 1,7% em setembro sobre agosto, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O desempenho compensa a retração ocorrida em agosto (-1,2%). Comparando-se ao mesmo mês do ano passado, a produção da indústrial teve expansão de 9,8%, a mais alta desde abril, quando atingiu 10,0% nesse tipo de comparação. No ano, a atividade acumula expansão de 6,5% e, nos últimos doze meses, de 6,8%.

Pelos dados da “Pesquisa Industrial Mensal” do IBGE, houve alta generalizada na virada de um mês para outro na produção industrial, alcançando 20 dos 27 ramos investigados. A maior contribuição partiu de máquinas e equipamentos (9,0%), atividade que se acomodou no mês anterior (-0,2%). Também apresentaram desempenho positivo os setores de edição e impressão (8,4%), refino de petróleo e produção de álcool (3,3%), alimentos (1,5%) e máquinas para escritório e equipamentos de informática (9,5%). Em sentido contrário, as principais pressões negativas vieram de outros produtos químicos (-2,3%) e metalurgia básica (-1,7%).

X