IAC recebe inscrições para MBA em Fitossanidade

O prazo para pré inscrições para o curso inédito de MBA a distância em Fitossanidade IAC-Andef vai até dia 30 de junho de 2013. Realizado pelo Instituto Agronômico (IAC), de Campinas, em parceria com a Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef) e as pré-inscrições podem ser feitas pelo endereço http://www.eadiac.com.br/pre-inscricao-form.php . Os interessados devem preencher a ficha de pré-inscrição no site e redigir uma carta informando as razões que o levaram a procurar o curso e os objetivos que pretendem atingir com o MBA em Fitossanidade. A seleção inclui avaliação de currículo. O resultado da avaliação será divulgado no dia 8 de julho de 2013, no http://www.eadiac.com.br .

As aulas são realizadas a distância, com três semanas de aula presencial e avaliação do conteúdo, em Campinas, na Sede do IAC, instituto da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo. Ao término do curso, o aluno deve apresentar uma monografia. O objetivo é reunir conhecimentos sobre fitossanidade, segurança na agricultura, gestão de pessoas e comunicação, com abordagem teórica e prática. O MBA em Fitossanidade é direcionado a engenheiros agrônomos, engenheiros florestais, biólogos e profissionais de nível superior na área de proteção de plantas, segundo o IAC.

img7070

O MBA tem duração de um ano e meio, distribuído em 14 módulos, com carga horária total de 560 horas. O curso é ministrado por profissionais qualificados em suas respectivas disciplinas.

Segundo os organizadores, o IAC e a Andef buscam suprir uma demanda do mercado, que procura por profissionais qualificados no campo prático e teórico na área fitossanitária, mas que tenham também conhecimentos de administração.

Para o diretor-geral do IAC, Sérgio Augusto Morais Carbonell, o MBA vem ampliar a oportunidade de o Instituto multiplicar o conhecimento agronômico em diversas regiões brasileiras, contribuindo para a formação de recursos humanos e a segurança alimentar. “A melhoria da capacitação de profissionais e o aumento da eficiência na proteção de plantas cultivadas são suportes para o agronegócio nacional”, diz.

O pesquisador do IAC na área de tecnologias de aplicação de agrotóxicos e coordenador do curso, Hamilton Humberto Ramos, vê no MBA uma ferramenta para compartilhar informações que envolvem o universo fitossanitário, desde tecnologias de aplicação à legislação e aspectos ambientais. A coordenadora da Pós-Graduação do IAC, Adriana Parada Dias da Silveira, atribui a procura ao MBA à oportunidade de profissionais ampliarem a formação por meio de conhecimentos em administração, comunicação e marketing, que se somam às práticas fitossanitárias.

De acordo com José Annes Marinho, gerente de educação da ANDEF, o principal objetivo da Associação em relação ao MBA é transferir conhecimento aos profissionais ligados ao agronegócio do País. Pretende-se também criar um senso crítico em relação aos processos ligados à gestão, marketing, comunicação e técnicas agronômicas, buscando melhorar a competitividade nos setores agrícolas.

Mais informações: http://www.eadiac.com.br/pre-inscricao-form.php ou (19) 2137-060.

X