Hidratado fecha em queda; competitividade recua

Os preços do etanol combustível recuaram na sexta-feira, dia 7. O litro do hidratado encerrou a R$ 0,9469 (sem impostos), recuo de 2,07%. O anidro fechou a R$ 1,1216 (sem impostos), ligeira alta de 0,05%, segundo levantamento do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Nas últimas semanas, a alta do álcool reduziu sua competitividade em relação à gasolina. Dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) mostram que em 16 unidades da federação e no Distrito Federal os preços do etanol, entre 25 e 31 de outubro, cobrados nas bombas superaram o patamar de 70% do valor da gasolina.

A paridade de 70% é considerada o limite para que o preço do álcool permaneça vantajoso, uma vez que o rendimento do derivado de petróleo é superior ao do etanol.

Na média da última semana de outubro, o preço médio do álcool no país foi de R$ 1,654 por litro, 65,55% do valor de R$ 2,523 cobrado, em média, pela gasolina. Mas na abertura dos dados por Estado, apenas Alagoas, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rondônia, São Paulo e Tocantins apresentaram preços do álcool vantajosos em relação à gasolina.

X