Grupo João Lyra inicia moagem em usina mineira nesta quinta-feira

O grupo alagoano João Lyra inicia nesta quinta-feira as operações da sua mais nova usina. Localizada no triângulo mineiro, no município de Capinopólis, a usina Vale do Paranaíba é considerada como uma das mais modernas da América Latina. A unidade, que não utiliza o sistema de moenda, extrairá o caldo da cana-de-açúcar através de um difusor, que oferece maiores vantagens que o sistema tradicional. Com capacidade total para esmagar cerca de 1,5 milhão de toneladas, a usina vai processar cerca de 450 mil toneladas de cana, toda de origem própria.

A previsão é de que sejam produzidos cerca de 40 milhões de litros de álcool na nova unidade. A produção de açúcar só será iniciada no próximo ano. O grupo possui ainda a usina Triálcool, também localizada fora da região Nordeste. De acordo com o executivo do grupo, Tarcísio Rocha, a expectativa é de que a moagem na região Nordeste chegue a cerca de 3,5 milhão de toneladas. Outras 1,8 milhão de toneladas devem ser processadas no Centro-Sul do País. O incremento sobre a safra passada deve chegar a 25%.

Grupo João Lyra inicia moagem em usina mineira nesta quinta-feira

O grupo alagoano João Lyra inicia nesta quinta-feira as operações da sua mais nova usina. Localizada no triângulo mineiro, no município de Capinopólis, a usina Vale do Paranaíba é considerada como uma das mais modernas da América Latina. A unidade, que não utiliza o sistema de moenda, extrairá o caldo da cana-de-açúcar através de um difusor, que oferece maiores vantagens que o sistema tradicional. Com capacidade total para esmagar cerca de 1,5 milhão de toneladas, a usina vai processar cerca de 450 mil toneladas de cana, toda de origem própria.

A previsão é de que sejam produzidos cerca de 40 milhões de litros de álcool na nova unidade. A produção de açúcar só será iniciada no próximo ano. O grupo possui ainda a usina Triálcool, também localizada fora da região Nordeste. De acordo com o executivo do grupo, Tarcísio Rocha, a expectativa é de que a moagem na região Nordeste chegue a cerca de 3,5 milhão de toneladas. Outras 1,8 milhão de toneladas devem ser processadas no Centro-Sul do País. O incremento sobre a safra passada deve chegar a 25%.

X