Grupo Carlos Lyra discute atividades da usina Caeté

O Grupo Carlos Lyra, de Alagoas, promoveu, dia 28 de outubro, uma consulta pública para apresentar e discutir as atividades agrícolas, industriais e socioambientais da Usina Caeté, unidade Marituba. O encontro foi realizado no Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Penedo (Sindspem).

Na oportunidade, o gerente-geral da Usina Caeté S/A – Unidade Marituba, Fabrizzio Tenório, apresentou aspectos relacionados à geração de emprego e renda, pagamento de tributos e os dados da última safra. “A Marituba gera diretamente mais de 2,5 mil empregos na região, durante o período de moagem”.

Tenório salientou ainda o reconhecimento internacional concedido pela Greenergy, que permitiu a comercialização do etanol produzido pela Marituba e Caeté no seleto mercado do Reino Unido. “Sem práticas socioambientais sérias, jamais conseguiríamos essa obtenção”, assinalou.

O gerente industrial da unidade, Aldevan Júnior, falou sobre o Sistema de Gestão da Qualidade e suas peculiaridades no processo produtivo. “O atendimento às normas agrega maior valor aos nossos produtos”.

Em seguida, a coordenadora de Gestão de Pessoas da usina, Gessiedina Tomaz, fez um breve relato sobre responsabilidade social. Em sua apresentação, a coordenadora enfocou o cumprimento da Norma Regulamentadora (NR) 31, que trata sobre as atividades rurais. Ela destacou a integração dos colaboradores das áreas rural e urbana que, segundo ela, permite um conhecimento maior sobre a empresa.

As ações de responsabilidade ambiental foram explanadas pelo consultor agrícola Shirlan Madeiros, que intercalou sua apresentação com a exibição de clippings eletrônicos com reportagens veiculadas na mídia televisiva sobre os projetos ambientais desenvolvidos na usina.

“Nossa unidade foi pioneira na implantação dos sinalizadores eletrônicos nas rodovias, que indicam os locais de saída de caminhões que fazem o transporte da cana-de-açúcar”, afirmou.

X