Grupo C. Lyra implanta projeto de tecnologia da informação pioneiro no setor

Ao Adotar a filosofia de buscar novas tecnologias com o escopo de dinamizar o gerenciamento das informações e, conseqüentemente, alavancar o crescimento da corporação, o Grupo Carlos Lyra, um conglomerado que engloba três unidades produtoras de açúcar e álcool em Alagoas e duas em Minas Gerais, torna-se pioneiro no setor sucroalcooleiro ao implantar um sistema estratégico gerencial – o Data Mart. O trabalho iniciou em maio deste ano e a previsão para sua conclusão é até maio de 2003.

O projeto envolve inicialmente as áreas financeira e comercial do Grupo, ordenando todos os dados sob a forma de gráficos que permitem aos usuários dispor da informação em tempo real e em qualquer lugar do mundo, visto que é disponibilizado em sua totalidade pela Web.

O investimento realizado pelo conglomerado deverá ficar em torno de R$ 500 mil, um custo considerado relativamente baixo ao comparado com os valores investidos por outras empresas com a implantação de projetos similares. Em 99, o Unibanco investiu 5,5 milhões de dólares e foi um dos pioneiros na criação de uma estrutura de data warehouse no país. Até o final do ano, o Grupo Carlos Lyra deverá investir em torno de R$ 200 mil com consultoria, não incluindo a infraestrutura de hardware e software.

De acordo com Luciano Nobre Santana, diretor da Olimpiu’s Informática, empresa que atua no desenvolvimento das tecnologias Oracle e Sun MicroSystems no Nordeste, um dos fatores-chave para o sucesso é a integração do sistema. “O Grupo Carlos Lyra é um dos maiores em termos de tecnologia de ponta”, destacou Luciano Santana.

A fase inicial do projeto consisti na criação da base de informação e geração das consultas gerenciais todas com gráficos, que será concluída no final de outubro. Em 2003, o Data Mart será expandido para as outras áreas da empresa, relatou o Gerente de Tecnologia da Informação do Grupo Carlos Lyra, Jorge Cavalcanti, ressaltando que a etapa seguinte baseasse na aquisição das ferramentas utilizadas no projeto que são desenvolvidas pela Oracle – maior empresa do mundo em gerenciamento da informação e segunda maior de softwares.

“O comprometimento das gerências e o apoio da alta direção foram fundamentais para o desenvolvimento do projeto, ressaltou o dirigente da Olimpiu’s, que está trabalhando em parceria com a empresa baiana SysDesing na implantação do Data Mart no Grupo Carlos Lyra.

Com o BI (Business Intelligence), a tomada de decisões da empresa são otimizadas e baseada em dados históricos e integrados. “As soluções do BI vão desde a análise e interpretação de grandes quantidades de informações (demografia, históricos de compra de produtos, vendas e serviços adicionais, pedidos de serviços, experiências através da Internet e transações on-line) a assimilação da informação e desenvolvimento de estratégias para conseguir uma vantagem competitiva”, finalizou o diretor da Olimpiu’s Informática.

X