Governo pode reativar programa do álcool, diz ministro

Após uma reunião na tarde de ontem em Brasília (DF), o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Sérgio Amaral informou que o governo está disposto a apoiar a reativação do Proálcool (Programa nacional do álcool) para incentivar o consumo mas com a condição de que não sejam concedidos novos subsídios e que o setor garanta o abastecimento do mercado. “A alíquota da Contribuição de Intervenção de Domínio Econômico — Cide — deve funcionar como um mecanismo regulador entre o preço do álcool e gasolina”, disse.

Amaral informou também que a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados para o carro a álcool deverá continuar nos 20%. “Estamos discutindo a concessão de uma alíquota semelhante a do carro a álcool para as novas tecnologias de combustíveis flexíveis”, informou.

A reunião contou com a presença de representantes dos ministérios da Agricultura, Fazenda, Ciência e Tecnologia, Minas e Energia, da Petrobras, Agência Nacional do Petróleo e BNDES.

X