Governo destaca revitalização do álcool

O setor automobilístico tem participado ativamente de todas as negociações comerciais do Brasil para conquistar novos mercados. Esta é a opinião do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, embaixador Sergio Amaral.

“Em todas as negociações o setor sempre esteve no centro das discussões”, disse o ministro, durante a abertura do XXII Salão Internacional do Automóvel, em São Paulo. Na avaliação de Amaral, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) teve papel fundamental no processo de crescimento do setor no País. Ele lembrou também que o Ministério do Desenvolvimento e o setor privado têm mantido diálogo freqüente desde o início do Governo Fernando Henrique, o que resultou no esforço conjunto para a reativação do programa brasileiro do álcool.

De acordo com Amaral, a indústria automotiva participou de negociações com o México, Chile, Argentina e, atualmente, tenta aumentar suas exportações para os países andinos e centro-americanos. “Estamos caminhando também para um acordo de livre comércio com o México e Argentina que cria condições adicionais para o Brasil ser uma grande plataforma de exportações no setor automobilístico”, disse o ministro.

Outra vitória para o setor sucroalcooleiro é o desenvolvimento do primeiro avião movido a álcool hidratado, apresentado ontem em São Paulo. O avião agrícola teve seu motor adaptado para receber álcool. A venda do novo modelo deve iniciar em 18 meses. O Brasil produz por ano 12 bilhões de litros de álcool.

X