Governo aprova linha de R$ 500 mi para produtor

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou ontem, em reunião extraordinária, a criação de uma linha de crédito de até R$ 500 milhões para o refinanciamento de dívidas de investimento de produtores rurais da região Centro-Oeste. O crédito será concedido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com recursos da própria instituição e do Fundo de Amparo do Trabalhador (FAT).

Em comunicado, o CMN disse que a finalidade da nova linha de crédito é “permitir a liquidação do valor correspondente à prestação de 2008 ainda não amortizada”. A linha de crédito poderá ser usada para o refinanciamento das linhas de crédito dos programas de investimento agropecuários no âmbito do BNDES, inclusive no Finame Agrícola Especial.

A nova linha terá de seguir o limite de financiamento de até 40% do valor da prestação prevista para 2008.

O empréstimo terá prazo de financiamento de até três anos, sendo o primeiro pagamento em 2009. O financiamento terá juro de 7% a 10,25% ao ano. Segundo o CMN, as garantias poderão ser relacionadas às safras 2008/2009, 2009/2010 e 2010/2011.

Açúcar e etanol

Os desembolsos do BNDES para o setor sucroalcooleiro somaram R$ 800 milhões em outubro deste ano. O valor foi o maior registrado pelo banco para um único mês desde agosto de 2007, quando foi criada a linha destinada ao setor, que financia o cultivo da cana, produção e refino de açúcar, produção de etanol e co-geração de energia, segundo informou ontem o gerente para o Departamento de Biocombustíveis do banco, Paulo Faveret. Os recursos são destinados para projetos em diferentes estágios de maturação.

X